Como a arteterapia pode ajudar na saúde mental?



Os primeiros tratamentos utilizando a arte são relatados pelo psiquiatra alemão Johann Christian Reil. No início do século XIX, ele desenvolveu um protocolo terapêutico que envolvia três fases: envolver o paciente em atividades físicas realizadas ao ar livre, estímulos sensoriais a partir da utilização de objetos específicos para a proposta e estímulos no campo intelectual por meio de desenhos, símbolos e elementos nos campos cognitivo e afetivo.

No século XX, o psiquiatra suíço Carl Gustav Jung, percebendo a força libertadora da arte, pedia aos pacientes que desenhassem ou pintassem, de forma livre, seus conflitos, sonhos e sentimentos, sem nenhum tipo de preocupação com a qualidade artística do material. Os resultados refletiam expressões e símbolos comuns a povos e civilizações, mitos etc. Jung chegou à conclusão da atuação do inconsciente coletivo.

No Brasil, a arteterapia registra seus primeiros passos na primeira metade do século XX e uma das referências é a psiquiatra Nise da Silveira (1905-1999), responsável por trabalhos de arte com pacientes em instituições de saúde mental que até hoje desenvolvem projetos com artes plásticas, música e muito mais junto a pacientes com doenças mentais.

A arteterapia pode auxiliar na saúde mental do paciente trabalhando em vertentes mais específicas, em busca de soluções para conflitos decorrentes do estresse, desequilíbrio emocional devido ao trânsito diário, conflitos familiares e sociais etc. O uso de tintas, cores e formas pode atuar junto da raiva, medo, angústia e frustração, minimizando sensações consideradas ruins. A arteterapia visa o desenvolvimento mental saudável do indivíduo, sendo considerada uma atividade terapêutica que deve ser acompanhada por especialista e que pode integrar o tratamento de problemas de saúde mental – que inclui intervenções complementares, acompanhamento psicoterapêutico e, quando necessário, o uso de medicamentos prescritos por psiquiatra.

Fontes:

AATA. About art therapy [Internet]. Alexandria (VA): American Art Therapy Association; 2019 [citado ago 2019].  Disponível em: https://arttherapy.org/about-art-therapy/

Carneiro. Você sabe o que é arteterapia? [Internet]. Brasil: Artezen; [citado ago 2019]. Disponível em: http://www.artezen.org/arquivos/julho%2015%20-%20VOC%C3%8A%20SABE%20O%20QUE%20%C3%89%20ARTETERAPIA%202.pdf

AAESP. A formação em Arteterapia no Brasil – contextualização e desafios. Textos do III Fórum Paulista de Arteterapia. São Paulo: Associação de Arteterapia do Estado de

São Paulo, 2010. 163p. Disponível em: http://newpsi.bvs-psi.org.br/eventos/AnaisIII-ForumPaulistaArteterapia.pdf

Reis AC. Arteterapia: a arte como instrumento no trabalho do psicólogo. PSICOLOGIA: CIÊNCIA E PROFISSÃO. 2014;34(1):142-57. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pcp/v34n1/v34n1a11.pdf

Geolocalizador


O Geolocalizador do Portal Positivamente é um sistema de busca que permite localizar com rapidez e praticidade os médicos especialistas em doenças do sistema nervoso central próximos de você ou local indicado.

Atenção doutor (a), se você é médico especialiasta em doenças do sistema nervoso central clique no botão abaixo para participar do nosso Geolocalizador.

Cadastrar

 

Ativar localização atual

uma iniciativa

apoio