Depressão


De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão é o transtorno mental mais incapacitante no mundo e estima-se que 322 milhões de pessoas no mundo tenham esta doença, que afeta um número maior de mulheres. Somente nas Américas, a depressão é prevalente em cerca de 5-6% da população.

A depressão é um conjunto complexo e interligado de fatores psicológicos, sociais e biológicos. Existem evidências  científicas que revelam alterações na bioquímica cerebral do paciente com depressão relacionadas aos neurotransmissores (serotonina, noradrenalina e dopamina) – substâncias essas que são determinantes para a transmissão de impulsos nervosos intercelulares.

A OMS define depressão como um transtorno mental comum, caracterizado por tristeza, perda de interesse ou prazer, sentimentos de culpa e baixa autoestima, problemas com sono e apetite, sensação de cansaço, além de baixa da concentração.

Os quadros de depressão são distintos das alterações frequentes de humor e das respostas emocionais de curta duração da própria vida.

Quando isso se estende por muito tempo e com intensidade grave ou moderada pode provocar na pessoa afetada um sofrimento muito importante e afetar a vida profissional, na escola, no âmbito familiar entre outros aspectos. Em última instância, a depressão pode, até mesmo, levar ao suicídio e é uma das principais causas de morte entre 15 e 29 anos de idade.

 

Diagnóstico

Basicamente, o diagnóstico da depressão é clínico, ou seja, não existem exames de sangue ou de imagem que expressam o quadro clínico. A confirmação do diagnóstico e eventual tratamento medicamentoso são realizados pelo psiquiatra, que deve fazer uma avaliação e observar a presença de vários sintomas associados por um período determinado e ainda avaliar como isso está prejudicando a convivência social, o trabalho e muito mais. A partir daí, ele pode propor medidas para trabalhar o problema, que vão desde acompanhamento psicoterápico, atividade física, alimentação adequada até uso de medicamentos apropriados.

 

Tratamento

Para os tratamentos medicamentosos, que são muito efetivos para combater a depressão é preciso muito critério para a devida indicação e acompanhamento médico assim como de psicoterapeuta. São medicamentos de uso bem controlado e requerem uma manutenção periódica junto do médico para os devidos ajustes.

O tratamento multidisciplinar é feito em conjunto entre o psiquiatra e o psicólogo e eventualmente outros profissionais de saúde. Existem fármacos antidepressivos que auxiliam a regular a bioquímica do cérebro. O médico seleciona o medicamento específico conforme a necessidade e o perfil do paciente, o qual deve ser monitorado para minimizar reações adversas. Os resultados podem ser promissores, mas dependem muito da interação e adesão aos tratamentos medicamentosos e não medicamentosos, que podem levar meses ou até a vida inteira para controle da depressão.

O acompanhamento por profissionais habilitados é fundamental na depressão. Outras abordagens voltadas a um estilo de vida saudável e também podem ajudar a melhorar, significativamente, a vida de quem convide com depressão.

 

Fontes: 

http://www.abp.org.br/portal/

http://www.paho.org/bra

http://www.ans.gov.br/temas-de-interesse/depressao

Cordioli VP et al, revisão técnica. Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais. 5a ed. Porto Alegre: Artmed; 2014

Friedrich MJ. Depression is the leading cause of disability around the world. JAMA. 2017;317(15):1517.

WHO. Depression and other common mental disorders – global health estimates [Internet]. Suíça: WHO Press; 2017 [citado 26 jan 2018]. Disponível em: http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/254610/1/WHO-MSD-MER-2017.2-eng.pdf

Geolocalizador


O Geolocalizador do Portal Positivamente é um sistema de busca que permite localizar com rapidez e praticidade os médicos especialistas em doenças do sistema nervoso central próximos de você ou local indicado.

Atenção doutor (a), se você é médico especialiasta em doenças do sistema nervoso central clique no botão abaixo para participar do nosso Geolocalizador.

Cadastrar

 

Ativar localização atual

uma iniciativa

apoio