Ansiedade


A ansiedade pode ser explicada como um sentimento não específico e desagradável pela antecipação de uma preocupação, às vezes acompanhada de reações físicas. Dessa forma, a pessoa com ansiedade está em estado de alerta, preocupada com o futuro e, de certa forma, antecipa cargas emocionais que não deveriam ser absorvidas no momento presente.

É importante lembrar que o medo e a ansiedade são reações naturais, fisiológicas, e até benéficas para o ser humano em determinadas situações. Muita gente se autointitula ansiosa, porém, isso não representa, necessariamente, um transtorno de ansiedade.

Conforme dados da Organização Mundial de Saúde, estima-se que no mundo cerca de 264 milhões pessoas vivam com transtornos de ansiedade.

Os transtornos de ansiedade incluem características de medo e ansiedade excessivos e alterações comportamentais relacionadas. Trata-se de um grupo de transtornos mentais que incluem, dentre outros, fobias, o Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), o Transtorno de Pânico, o Transtorno de Ansiedade Social (ou Fobia Social) e a Agorafobia.

Também podem estar relacionados à ansiedade o Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) e o Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC, caracterizado pela repetição de rituais, recorrência de pensados acompanhados de compulsões mentais ou comportamentais, tais como mania de organização, limpeza etc.).

 

Diagnóstico

Realizado por especialistas, o diagnóstico dos transtornos de ansiedade é clínico. Os exames de sangue ou feitos por imagem não identificam a doença, porém avaliações específicas permitem detectar a presença dos sintomas associados e o impacto em situações que envolvem o convívio social, trabalho e outras que possam afetar o dia a dia do paciente. A confirmação do diagnóstico e eventual tratamento medicamentoso nos quadros de ansiedade são feitos pelo psiquiatra.

 

Tratamento

O plano de tratamento é estabelecido pelo profissional e considera as necessidades do indivíduo com ansiedade, podendo ser constituído por medicamentos e intervenções não farmacológicas.

A seleção do medicamento pelo psiquiatra é criteriosa e considera diversos fatores, por exemplo, o uso de outros medicamentos contínuos. O seguimento em consultas médicas e o acompanhamento psicológico são importantes, além de outras medidas que podem incluir atividades físicas, mudanças na alimentação e estilo de vida.

 

Fontes:

APA. Anxiety [Internet]. Washington (DC): American Psychological Association; 2018 [citado 02 mai 2018]. Disponível em:  http://www.apa.org/topics/anxiety/index.aspx

Cordioli VP et al, revisão técnica. Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais. 5a ed. Porto Alegre: Artmed; 2014.

APA. What are anxiety disorders? [Internet]. Washington (DC): American Psychiatric Association; 2017 [citado 02 mai 2018]. Disponível em: https://www.psychiatry.org/patients-families/anxiety-disorders/what-are-anxiety-disorders

Castillo ARGL, Recondo R, Asbahr FR, Manfro GG. Transtornos de ansiedade. RevBrasPsiquiatr 2000;22(Supl II):20-3.

Craske MG, Stein MB. Anxiety. Lancet. 2016;388(10063):3048-59.

NIMH. Anxiety disorders [Internet]. Bethesda (MD): National Institute of Mental Health; 2016. [citado 02 mai 2018]. Disponível em: https://www.nimh.nih.gov/health/topics/anxiety-disorders/index.shtml

WHO. Depression and other common mental disorders – global health estimates [Internet]. Suíça: WHO Press; 2017 [citado 26 jan 2018]. Disponível em: http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/254610/1/WHO-MSD-MER-2017.2-eng.pdf

Geolocalizador


O Geolocalizador do Portal Positivamente é um sistema de busca que permite localizar com rapidez e praticidade os médicos especialistas em doenças do sistema nervoso central próximos de você ou local indicado.

Atenção doutor (a), se você é médico especialiasta em doenças do sistema nervoso central clique no botão abaixo para participar do nosso Geolocalizador.

Cadastrar

 

Ativar localização atual

uma iniciativa

apoio