A importância da alimentação no tratamento da depressão e transtorno bipolar



A questão da alimentação para um melhor controle dos quadros de transtornos psiquiátricos é um tema recorrente nos principais congressos mundiais da neuropsiquiatria. Em pauta, quais são os principais nutrientes naturais e as vitaminas que podem auxiliar, principalmente, no tratamento do paciente com transtorno bipolar e depressão. O ômega3, a partir da ingestão de uma dose de reposição mínima diária preferencialmente vinda do mar, como a sardinha, por exemplo, é um aliado importante no combate aos quadros depressivos. As frutas vermelhas pequenas (“berries”), como o Mirtilo, a Framboesa, o Açaí, a Cereja e o Morango pequeno, possuem uma substância (Antocianina) que ajuda, em muito, a completa recuperação do indivíduo, melhorando substâncias que atuam no Neurônio.

Essenciais na alimentação, as vitaminas do complexo B, principalmente o B1(tiamina) e o B12, além de outros nutrientes como o ácido fólico, as fibras, Vitaminas D e E, o magnésio, cálcio, ferro e zinco, também devem fazer parte da rotina de quem sofre de transtorno bipolar e/ou quadros de depressão. Apesar de os nutrientes naturais serem um consenso entre os especialistas, ainda não há uma definição de parâmetro estabelecida pelos profissionais de saúde sobre a quantidade necessária indicada nos casos de transtorno bipolar e depressão. Contudo, adotar uma dieta saudável, sempre com orientação de um médico ou profissional de saúde, deve ser uma meta para que os pacientes mantenham uma qualidade de vida melhor e consigam reduzir o possível surgimento de novas crises.

Fontes: Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos (Abrata) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP)

Geolocalizador


O Geolocalizador do Portal Positivamente é um sistema de busca que permite localizar com rapidez e praticidade os médicos especialistas em doenças do sistema nervoso central próximos de você ou local indicado.

Atenção doutor (a), se você é médico especialiasta em doenças do sistema nervoso central clique no botão abaixo para participar do nosso Geolocalizador.

Cadastrar

 

Ativar localização atual

uma iniciativa